Frustrações, medos e obstáculos: por que a maternidade não é perfeita

Você já teve a impressão de que a maternidade, na vida real, é muito diferente daquilo que está nos livros? Pois é, mamãe. Ter um pituco é uma experiência sem igual, repleta de amor – mas isso não significa que você está imune a momentos de estresse e desespero. Eles são mais comuns do que a gente imagina, e é aí que está a notícia boa: você não precisa se culpar e se achar a pior mãe do mundo. Apesar de ser extremamente idealizada, a maternidade é um momento vivido integralmente por mulheres, que não são a prova de erros. Isso parece ser surpresa para muita gente, né? Principalmente para quem acredita que toda mãe tem a obrigação de ser uma super-heroína. Entenda por que você não está sozinha: – Você não vai conseguir fazer tudo: cada um vive a maternidade e cuida do bebê de um jeitinho diferente. Isso quer dizer que você não precisa fazer tudo igual a todo mundo – e que se não conseguir, também, não tem problema. Algumas mulheres, por exemplo, se sentem extremamente culpadas por não amamentar os pitucos no peito, seja por alguma dificuldade ou intolerância a dor. Mas essa é uma escolha que também diz respeito a cada mamãe individualmente, certo? – Se estressar faz parte: tem dias que parece que dá vontade de jogar tudo para o alto? Você não é a única, mamãe. São muitas informações, novidades e responsabilidades de uma vez só. Por isso, não se sinta mal se esse sentimento bater. . É algo extremamente comum! O caminho é buscar maneiras de lidar com o estresse. Tente fazer algumas coisas sozinha, como ir um dia ao cinema, ou sair para caminhar e esfriar a cabeça. A parceria com o papai é fundamental para te ajudar a segurar essa barra. Pode pedir ajuda: se ali em cima a gente disse que você provavelmente não vai conseguir fazer tudo à risca como mandam os livros e manuais da maternidade perfeita, aqui vale lembrar que criar e cuidar de um pituco não precisa ser algo solitário. Não é um dever exclusivo das mamães. Então, você pode pedir ajuda quando estiver se sentindo perdida, e isso não faz de ninguém uma mãe melhor ou pior. Apenas humana.Você já conseguiu se libertar do estresse e das cobranças da maternidade, mamãe? Conte sua história aqui e inspire outras mulheres que estão passando pelo mesmo.

Comentários

comentários