As primeiras descobertas do bebê em seu primeiro ano de vida

adorable kid paint stained representing the creativity and the f

O primeiro ano de vida é repleto de novidades e descobertas para o bebê. É muito importante que os pais acompanhem esse processo de autoconhecimento e desenvolvimento, cada nova experiência ajuda o bebê a desenvolver novas habilidades e somadas com outras resultam no seu amadurecimento.

Nos primeiros 30 dias de vida o bebê não tem muito controle sobre a musculatura dos olhos e sua visão é pouco desenvolvida, pois era um dos sentidos que ele não utilizava durante a gestação. Para incentivar seu desenvolvimento os pais podem brincar com objetos coloridos, com cores contrastantes. Os móbiles sobre o berço também são uma boa opção. Coque Huawei P20 pas cher A audição dos recém-nascidos é muito boa, por isso, os pais devem estar atentos se o bebê reage aos sons ao seu redor, virando a cabecinha em direção ao ruído, por exemplo.

No segundo mês, o bebê deve dar o que os especialistas chamam “sorriso social”, que é o primeiro sorriso proposital. coque huawei pas cher Esse é um marco muito importante para o pequeno, pois indica que seu sistema nervoso amadureceu, ele consegue dominar melhor reflexos involuntários e sorrir por vontade própria, sua visão está mais apurada, então ele reconhece rostos e ele começa a perceber que sua interação com as pessoas ao seu redor gera efeitos diferentes.

O paladar fica mais apurado e o bebê usa a boca para fazer novas descobertas a partir do terceiro mês. Em breve, seus dentinhos começarão a nascer e levar as coisas à boca será cada vez mais comum. Experimente alimentos com sabores, consistências e texturas diferentes.

Nesse período, ele já deve sustentar melhor o tronco e o pescoço, e provavelmente, quando colocado em pé deve tentar firmar as perninhas. Com esse desenvolvimento do controle sobre o corpo, os pais precisam ficar atentos para evitar quedas.

No quarto mês o pequeno descobre as mãozinhas de forma mais especial, ele começa a passar objetos de uma mão para outra e explora o próprio corpo com o toque. Ele nota que os sons vêm dos movimentos da boca de quem fala e deve começar a tentar imitá-los.

Com cinco meses de vida o bebê já tem boa sustentação e deve começar a girar a cintura. O pequeno deve explorar cada vez mais os movimentos os braços e pernas e fica em pé quando é segurado pela cintura.

No sexto mês o bebê começa a sentar, mesmo que incialmente precise do apoio de uma almofada para se manter equilibrado. coque samsung pas cher Para trabalhar o domínio sobre o equilíbrio, os pais podem manter os brinquedos por perto e incentivar que o pequeno tente pegá-los.

Aos setes meses, quando sentado o bebê utiliza as mãos apoiadas no chão para obter mais sustentação. Nesse período o pequeno desenvolve os movimentos dos dedos polegar e indicador e começa a “pinçar” os objetos.

No oitavo mês, a criança começa a compreender melhor gestos e o tom das palavras, ele para o que está fazendo quando alguém lhe diz “não!”. Ela já senta sem apoio, tem melhor equilíbrio e pega brinquedos próximos sem cair. Samsung coque a8 Uma atividade que pode divertir e estimular o pequeno nesse período é mostrar sua imagem refletida no espelho. O bebê reconhece a face e interage, mesmo que não compreenda que é ele refletido.

Com nove meses o bebê deverá estar engatinhando pela casa, mesmo que se arrastando com a barriga, uma vez que o controle das pernas e braços ainda não é total ou mesmo marcha à ré, por conta do peso da cabeça.

No último trimestre do primeiro ano de vida, a criança já deve ter autonomia para ficar em pé, mesmo que o processo seja lento e ela precise do apoio do sofá, por exemplo. Os pais devem incentivar essa nova conquista e ficar de olho onde o bebê se segura para tentar levantar, é comum que os pequenos tentem, por exemplo, puxar toalhas de mesa no intuito de conseguir apoio para subir.

Com um ano seu pequeno já terá feito descobertas incríveis sobre seu próprio corpo e suas habilidades. É muito importante que os pais percebam que cada conquista faz parte de um processo único e pessoal, que não deve ser acelerado.

Comentários

comentários